fbpx

O ELEMENTO MAIS IMPORTANTE PARA O SUCESSO NOS ESTUDOS

28 Apr 2016
_____

Gustavo Canavezzi Gustavo foto pb quadrada textos

Quando passamos a estudar sobre algum assunto, a maioria das pessoas cria uma grande expectativa de sucesso, subestimando imensamente a probabilidade de falha ou reprovação. Essa percepção superestima a probabilidade de se deparar com eventos positivos no futuro, além de subestimar a probabilidade de eventos negativos.

Imagem 1

Muitos têm a percepção de que são mais capacitados do que realmente são. Porém, a maioria delas não tem condição de ser melhor do que a média e ainda assim, pesquisas psicológicas mostram que, em média, 85% das pessoas se classificam entre os mais hábeis em alguma atividade. (The Optimism Bias: a tour of the irrationally positive brain – Tali Sharot, Pantheon Books, 2011)

Quando vemos tudo de maneira otimista, sem verificar a realidade, somos envolvidos pela ilusão de que somos bons e que tudo vai dar certo e essa sensação não afeta significativamente os resultados desejados.

O pensamento positivo, que se resume à esperança, não irá fazer com que você cumpra suas metas e objetivos. Geralmente, quem pensa positivo “sente” que está fazendo a coisa certa e que se acreditar que tudo vai dar certo, nada dará errado. Esse tipo de pensamento afasta precauções que evitariam erros que diminuem significativamente as chances do sucesso.

Entender suas limitações é o primeiro passo para superá-las, portanto:

1º) Reconheça aquilo em que você é bom e aperfeiçoe essa habilidade ao máximo.

2º) Reconheça o que você não faz bem, mas que pode ser trabalhado.

3º) Reconheça o que você simplesmente não pode fazer, nem agora, nem nunca.

O sucesso desenvolve a autoconfiança aumentando a fé que temos em nós mesmos.

Imagem 2

Essa fé pode nos levar à ilusão de que não precisamos mudar nosso comportamento e que tudo está bem, sem a necessidade de qualquer mudança. Com excesso de confiança não damos atenção aos pequenos detalhes e criamos a ilusão de que somos melhores do que realmente somos.

Pensar positivo é tão importante quanto pensar nas possibilidades do fracasso. Isso não significa que se deva assumir uma posição pessimista, vendo apenas o lado negativo das coisas e esperando recolher os fracassos da vida. Pensar no fracasso é dar maior atenção nos elementos que impedem ou dificultam o alcance do sucesso.

Estar alerta sobre suas reais capacidades é a melhor maneira para se conseguir resultados positivos; da mesma forma que, ignorar essa realidade torna o fracasso mais provável. Não pense que algo vai funcionar só porque você acha que vai funcionar.

Imagem 3

 

A consciência de suas capacidades ligadas a um planejamento lhe trarão resultados cada vez melhores e, aquilo que antes era impossível, passa a ser algo palpável. Assim, para alcançar o sucesso nos estudos, além da consciência de suas aptidões, é necessário um planejamento e dedicação para realizar as etapas do estudo. Em outras palavras, o estudo rápido e de véspera não lhe trará resultados duradouros na medida em que a memorização exige repetição.

Quando se estuda de véspera, assim que a prova é realizada o cérebro “apaga” grande parte daquele conhecimento, já que a “missão” daquele estudo foi cumprida. Ou seja, como a prova já foi realizada, não há motivos para que o cérebro mantenha o conteúdo aprendido na memória de longa duração.

Tanto que, se aplicarmos a mesma prova uma semana depois, ocorrerá uma vertiginosa queda de rendimento. Se o estudo de véspera for comum no comportamento do estudante, apesar das boas notas, no fim do curso, esse aluno experimentará uma sensação de falta de conhecimento e de impotência diante de situações práticas.

Imagem 4

 

Para evitar tais problemas, presentes e futuros, é fundamental a administração do tempo. Quando se tem tempo, é bem melhor ter certeza de que se está pensando com clareza e tomando as melhores decisões para o sucesso da sua carreira, do que achar que tudo dará certo no final.

Você já estudou durante muito tempo e no fim pareceu que não aprendeu quase nada?

Você já se esqueceu do conteúdo da matéria no dia seguinte da realização de uma prova?

Você já se sentiu sem tempo para estudar, ou com pouca concentração para estudar?

Hoje, muitas pessoas pecam pela pressa e pelo imediatismo. Informação rápida com resultados rápidos. No entanto, o processo de aprendizagem depende de reflexão, motivação, tempo e conhecimento de técnicas que lhe ajudem a superar mais rapidamente essas dificuldades. Existem inúmeros livros e textos que ensinam técnicas de estudo.

Há uma excelente história sobre um “lenhador que um dia conseguiu derrubar 70 árvores, ao passo que o recorde era de 72 árvores. No dia seguinte, querendo entrar para a história, acordou um pouco mais cedo, trabalhou duro, mas cortou apenas 68 árvores. No dia imediato, acordou ainda mais cedo, esforçou-se ainda mais, almoçou correndo e cortou apenas 60 árvores. Assim, desgostoso e desolado, sentou-se à beira do refeitório. Um velho lenhador, já sem vigor físico mas experiente, ficou com pena do jovem e, chegando ao seu lado perguntou: – Meu filho, quanto tempo você separou para afiar o machado?”. (Como passar em provas e concursos – William Douglas, Editora Campus, 2007)

Imagem 5

Afiar o machado é o mesmo que se preparar para estudar!

 

Essa preparação começa com o FAZER e não com o QUERER. Ter vontade de vencer não é suficiente, pois todo mundo quer. A diferença está naqueles que se preparam para a vitória!

 

Para isso, devemos saber o que não podemos fazer e focar no que podemos. Isso é conhecer nossos limites. Não dá para fazer tudo o que queremos. Cuidado para não se deixar levar pelo pensamento “mas eu me esforcei tanto…”, pois além gerar desmotivação, cria a ilusão de que se você se esforçar, os resultados aparecerão.

 

Aprender com a derrota é essencial. A primeira coisa que se precisa ter em mente é um esquema para se recuperar depois de uma derrota, para aprender com ela e eliminar aquilo que a causou. Perder é uma possibilidade real, na qual é melhor pensar a respeito.

Imagem 6

O sabor da vitória também tem seus riscos, podendo nos tornar cada vez mais acomodados. Dessa forma, devemos desenvolver a consciência de que aquele momento feliz pode afastar futuras vitórias, pois o sucesso é movimento, e você deve perseverar tanto nas derrotas, quanto nas vitórias!

Não dá para ser o melhor de si o tempo todo. Mas podemos reconhecer o que tem que ser feito e fazê-lo da melhor maneira possível, assumindo a responsabilidade e o compromisso de se preparar constantemente.

O elemento mais importante do sucesso nos estudos é o ser humano consciente do mundo e de suas capacidades, compromissado em fazer o que deve ser feito, da melhor maneira possível.

Imagem 17

Esteja sempre preparado!

Fim

Deixe seu comentário